Comissão propõe mapeamento de ações de Enfermagem em Saúde Indígena

Comissão Nacional de Enfermagem em Saúde Intercultural do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) está reunida, no Rio de Janeiro, para discutir propostas para o mapeamento das ações em comunidades indígenas. Os dados vão subsidiar minuta de resolução sobre Enfermagem na Saúde Indígena.

O encontro, realizado de 14 a 16 a julho,  na sede administrativa do Cofen, no Rio de Janeiro, debateu ainda a  proposta de mesa redonda, composta durante o 23º Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem (CBCENF), que será realizado de 27 a 30 de setembro, com transmissão para todo o Brasil.

“É necessário um debate sobre as estratégias de regulamentação e a criação de ações para uma assistência segura, com melhorias do cenário de trabalho dos profissionais de enfermagem, por todo território brasileiro”, afirma Paulo Murilo, coordenador da comissão e o membro da Comissão Nacional dos Técnicos e Auxiliares de Enfermagem. “Os profissionais enfrentam, todos dias, novos desafios e muitas das vezes arriscam as próprias vidas para levar assistência humanizada e de qualidade a diversas comunidades brasileiras”.

Reduzindo as desigualdades na Saúde – A comissão  tem o objetivo de assessorar o Plenário do Cofen na elaboração de estudos e apresentação de ações, propostas, estudos e pareceres relativos às questões relacionadas com profissionais de saúde de comunidades tradicionais pelos grupos identificados (indígenas, quilombolas, ciganos, ribeirinhos e extrativistas), LGBTQIA+ e imigrantes.

 

Fonte: Ascom - Cofen

Postado em Notícias

Imprimir Email