Justiça Federal determina retirada de pesquisa irregular

O juiz da 6ª Vara Federal de Curitiba determinou nesta segunda-feira, dia 26/10, que a Chapa 2 "retire com urgência a pesquisa de intenção de voto de suas páginas e redes sociais, assim como não volte a utilizar o nome do COREN/PR de forma irregular".

O mandado de segurança impetrado pelo Coren/PR se baseou no envio de mensagens por e-mail pela Chapa2 sem que fosse identificada a origem da mensagem, dando a impressão que o e-mail era enviado pelo Conselho.

Ao tomar conhecimento do uso de ferramenta de marketing digital veiculando indevidamente o nome do Coren/PR, foi informado à categoria por meio do site e redes sociais de que o Conselho não faz pesquisa de intenção de voto. Imediatamente, o departamento jurídico impetrou mandado de segurança para evitar que o nome da autarquia fosse usado indevidamente, induzindo ao erro os profissionais de enfermagem que responderiam à pesquisa ao entender que seria comunicação oficial de seu conselho de classe.

As mensagens oficiais do Coren/PR dirigidas aos profissionais inscritos têm sempre o endereço @corenpr.gov.br, sendo que as informações da categoria são sigilosas, seguindo ao que determina a Lei de Proteção de Dados.

   

 

Postado em Notícias

Imprimir Email