Em visita ao Erastinho, presidente reconhece protagonismo da Enfermagem

A convite do diretor assistencial do Hospital Erasto Gaertner, Enfermeiro Heleno de Sousa Faria, a presidente do Coren/PR, Simone Peruzzo, visitou o recém-inaugurado Erastinho – estrutura dedicada ao atendimento oncológico de crianças e adolescentes, em Curitiba. O novo prédio chama a atenção para os detalhes de inovação tecnológica e humanização, mas o destaque está no brilho do olhar de todos os envolvidos na assistência e o protagonismo da Enfermagem nos diferentes setores do hospital. A presidente estava acompanhada do conselheiro Auxiliar de Enfermagem Eziquiel Pelaquine

“Perceptível a grande contribuição da enfermagem nas mudanças implantadas no Hospital Erasto Gaertner. Sob o comando do Enfermeiro Heleno, há cinco anos na instituição, encontrei uma equipe comprometida, valorizada e diferenciada, que mantem o brilho no olhar e a vontade de evoluir cada vez mais. A liderança do colega Heleno é legítima, bem como a motivação e protagonismo da equipe de enfermagem fazendo a diferença na assistência aos pacientes. Impossível não reconhecer o talento e cuidado na concepção do serviço cuja área física é capaz de abraçar e gerar esperança no tratamento das crianças e o acolhimento aos familiares”, disse a Enfermeira Simone Peruzzo.

Foram investidos R$ 30 milhões no Erastinho, entre obras e equipamentos, fruto de parcerias públicas e privadas e com a participação da sociedade na arrecadação de recursos. Toda essa união de esforços resultou em 38 leitos oncológicos exclusivos para crianças, sendo 19 de enfermaria, seis cirúrgicos, cinco de transplantes de medula óssea e oito de UTI. A transferência da pediatria para o novo prédio permitiu ampliar o “Erastão”, que está em obras, cuja área será destinada exclusivamente para a especialidade de transplante de medula óssea.

ENFERMAGEM – O Enfermeiro Heleno tem mais de 20 anos de experiência em oncologia, com MBA de Gestão de Pessoas pela Faculdade Barretos. É professor do Curso de Enfermagem do UniDomBosco, em Curitiba e coordenador da Pós Graduação de Gestão em Saúde, Gestão da Qualidade Aplicada à Saúde e Gestão de Tecnologia em Saúde da mesma instituição. O perfil do profissional à frente da instituição valorizou o trabalho em equipe, fortaleceu a educação permanente e ampliou o quantitativo de enfermeiros nos setores, cujo investimento tem mostrado seus resultados práticos.

O planejamento é um dos destaques. O profissional participa de todas as etapas das novas propostas, desde a concepção, projetos técnicos, levantamento de necessidades tecnológicas e de pessoal e a busca por financiamento. Segundo ele, quando assumiu o cargo de diretor, havia 16 centros de custos sob a responsabilidade da Coordenação Assistencial. Sua Função foi organizar os fluxos de processos assistenciais e rever a forma de consumo de todos os itens, o que resultou no acumulado de um ano de projeto uma redução de R$ 450 mil, economia de cerca de 25% ao mês. “Com essa estruturação, foi possível solicitar a contratação de mais oito enfermeiros e 23 técnicos de enfermagem, o que contribui para o fortalecimento e valorização da equipe”, diz o diretor.

“O que me motiva é ver a satisfação, o brilho nos olhos da equipe. Enfermeiro não é coadjuvante, é ator principal. Intervir em processos e dar visibilidade ao trabalho de todos é gratificante. E no final, quem é beneficiado é o paciente. Vejo aqui uma conquista coletiva e isso traz grande satisfação”, finaliza Heleno.

Durante a visita, a presidente e o conselheiro puderam percorrer todas as áreas do hospital, além de conhecer o Hospice, ambiente humanizado e digno destinado a pacientes de Cuidado Paliativo, inaugurado em janeiro de 2020, localizado em outro prédio nas proximidades do hospital.  

   

Postado em Notícias

Imprimir Email