• Notícias

Oficina instrumentaliza enfermeiros para atuar no tratamento de incontinências

Após uma oficina de apenas um dia de duração, os enfermeiros já saem com conhecimento suficiente para tratar quadros de incontinências – um problema de alta prevalência, entretanto pouco abordado no ensino da área. É essa a proposta das Oficinas de Incontinências organizadas pelo Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren/PR), em parceria com a Associação Brasileira de Enfermagem – Seção Paraná (ABen-PR) e o Projeto Fluir.

A capacitação vem acontecendo desde julho e já passou por Nova Tebas, Londrina e Curitiba. As próximas estão marcadas para Cascavel e Maringá. “Levamos informações à categoria para que o enfermeiro possa intervir em quadros crônicos de incontinências durante a consulta de enfermagem na unidade básica de saúde. Tudo que oferecemos aqui pode ser aplicado na prática amanhã mesmo, sem custo algum, e terá resultado”, afirmou a Camila Cristaldi, palestrante e enfermeira estomaterapeuta do Projeto Fluir, que divulga medidas simples para tratar ou prevenir a condição.

PARTICIPANTES – Em Curitiba a oficina ocorreu nesta terça-feira, dia 13, na UniDomBosco com a presença de cerca de 200 participantes, entre enfermeiros e graduandos em Enfermagem. Karina Gryzinski está no terceiro ano do curso e logo que viu o convite para o evento nas redes sociais se inscreveu.

“Desde pequena ouço as mulheres da minha família falarem sobre suas incontinências e tratarem como isso algo normal: ‘carreguei peso e fiz xixi, ri até fazer xixi na calça’. Mas não é. Já aprendi aqui hoje que perder urina não é normal em hipótese alguma. Se eu tivesse ouvido isso antes, poderia ter ajudado minha mãe, minha avó. Mas, a partir daqui, vou passar para frente e ajudar quem eu puder”, comentou a estudante.

Alessandra de Farias trabalha na atenção primária há mais de 15 anos. A enfermeira veio de Rancho Alegre D’Oeste, município localizado a mais de 500 quilômetros de Curitiba, para aprender sobre o tema. “Percebi que já dei muita resposta inadequada para pacientes que vieram me procurar com a queixa de incontinência, dizendo que era normal com a idade. Agora volto para o meu município com uma nova resposta, sabendo que não é normal e que com orientação e acompanhamento posso, inclusive, tratar esses quadros”, enfatizou.

A enfermeira e presidente da ABen-PR, Denise Kletemberg, também palestra durante as oficinas. “O melhor dessas capacitações é ver como o profissional concluí o curso motivado. Os enfermeiros saem com o conhecimento e com a certeza que têm autonomia suficiente para aplicar tudo o que foi explicado aqui e ajudar muitas pessoas”, percebeu.

PRÓXIMAS – Para quem tiver interesse, estão abertas as inscrições para as oficinas de Cascavel, que acontece no dia 27 de agosto, e de Maringá, no dia 24 de setembro. A capacitação é voltada a enfermeiros inscritos e em dia com o Coren/PR. Em Cascavel, também estão abertas vagas a estudantes de graduação em Enfermagem. A inscrição prévia dá direto à certificação.

Inscrições e mais outras informações em: http://atualiza.corenpr.gov.br/course/index.php?categoryid=2

 

Postado em Notícias

Imprimir Email

Copyright © 2015 Coren/PR. Todos os direitos reservados.
Customizado por DTI/ASCOM do Coren/PR.