Oficina instrumentaliza enfermeiros para atuar no tratamento de incontinências

Após uma oficina de apenas um dia de duração, os enfermeiros já saem com conhecimento suficiente para tratar quadros de incontinências – um problema de alta prevalência, entretanto pouco abordado no ensino da área. É essa a proposta das Oficinas de Incontinências organizadas pelo Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren/PR), em parceria com a Associação Brasileira de Enfermagem – Seção Paraná (ABen-PR) e o Projeto Fluir.

A capacitação vem acontecendo desde julho e já passou por Nova Tebas, Londrina e Curitiba. As próximas estão marcadas para Cascavel e Maringá. “Levamos informações à categoria para que o enfermeiro possa intervir em quadros crônicos de incontinências durante a consulta de enfermagem na unidade básica de saúde. Tudo que oferecemos aqui pode ser aplicado na prática amanhã mesmo, sem custo algum, e terá resultado”, afirmou a Camila Cristaldi, palestrante e enfermeira estomaterapeuta do Projeto Fluir, que divulga medidas simples para tratar ou prevenir a condição.

PARTICIPANTES – Em Curitiba a oficina ocorreu nesta terça-feira, dia 13, na UniDomBosco com a presença de cerca de 200 participantes, entre enfermeiros e graduandos em Enfermagem. Karina Gryzinski está no terceiro ano do curso e logo que viu o convite para o evento nas redes sociais se inscreveu.

“Desde pequena ouço as mulheres da minha família falarem sobre suas incontinências e tratarem como isso algo normal: ‘carreguei peso e fiz xixi, ri até fazer xixi na calça’. Mas não é. Já aprendi aqui hoje que perder urina não é normal em hipótese alguma. Se eu tivesse ouvido isso antes, poderia ter ajudado minha mãe, minha avó. Mas, a partir daqui, vou passar para frente e ajudar quem eu puder”, comentou a estudante.

Alessandra de Farias trabalha na atenção primária há mais de 15 anos. A enfermeira veio de Rancho Alegre D’Oeste, município localizado a mais de 500 quilômetros de Curitiba, para aprender sobre o tema. “Percebi que já dei muita resposta inadequada para pacientes que vieram me procurar com a queixa de incontinência, dizendo que era normal com a idade. Agora volto para o meu município com uma nova resposta, sabendo que não é normal e que com orientação e acompanhamento posso, inclusive, tratar esses quadros”, enfatizou.

A enfermeira e presidente da ABen-PR, Denise Kletemberg, também palestra durante as oficinas. “O melhor dessas capacitações é ver como o profissional concluí o curso motivado. Os enfermeiros saem com o conhecimento e com a certeza que têm autonomia suficiente para aplicar tudo o que foi explicado aqui e ajudar muitas pessoas”, percebeu.

PRÓXIMAS – Para quem tiver interesse, estão abertas as inscrições para as oficinas de Cascavel, que acontece no dia 27 de agosto, e de Maringá, no dia 24 de setembro. A capacitação é voltada a enfermeiros inscritos e em dia com o Coren/PR. Em Cascavel, também estão abertas vagas a estudantes de graduação em Enfermagem. A inscrição prévia dá direto à certificação.

Inscrições e mais outras informações em: http://atualiza.corenpr.gov.br/course/index.php?categoryid=2

 

Postado em Notícias

Imprimir Email

Copyright © 2019 Coren/PR. Todos os direitos reservados.
Customizado por DTI/ASCOM do Coren/PR.