Campanha de vacinação contra o sarampo vai até 13 de março

Começou nesta segunda-feira, dia 10, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, que segue até o dia 13 de março. No próximo sábado, dia 15, é o dia D de mobilização nacional, quando os postos de saúde ficam abertos para facilitar o acesso à vacina. De acordo com a Secretaria estadual de Saúde (Sesa/PR), a vacina está disponível em todas as unidades de saúde do Paraná.
 
Diferente da campanha nacional, que preconiza que nesta primeira etapa seja vacinado o público de cinco a 19 anos, no Paraná vai vacinar pessoas de cinco até 59 anos. “Quem tem de entre 5 e 59 anos devem ir até a unidade de saúde mais próxima com a carteira de vacinação. Deve ser vacinado quem estiver com o esquema vacinal incompleto. Para o público de 20 a 29 anos, a vacinação ocorre mesmo para quem já tenha tomado todas as doses anteriormente”, diz a secretária do Coren/PR e chefe da Divisão de Vigilância do Programa Estadual de Imunizações da Sesa/PR, Enfermeira Vera Rita da Maia.
 
Segundo a projeção do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, o Paraná pode apresentar mais de 5 mil casos de sarampo ainda este ano, com possíveis complicações e óbitos, e manter a circulação viral por mais cinco anos, ultrapassando 200 mil casos de sarampo no Estado. “A eliminação da circulação do vírus somente será possível com o alcance da meta de 95% de cobertura vacinal, precisamos somar nossos esforços para a proteção da população”, fala Vera. 
 
CALENDÁRIO NACIONAL – A vacina contra o sarampo é gratuita e faz parte do Calendário Nacional de Vacinação. A Secretaria da Saúde orienta para que a população fique atenta às datas da carteira de vacinação e aos registros de doses.
 
A dose zero deve ser aplicada em crianças entre seis e onze meses. A primeira dose deve ser aos 12 meses de vida com a vacina tríplice viral (que previne sarampo, caxumba e rubéola), e a segunda dose aos 15 meses de vida com a vacina tetra viral (que previne sarampo, rubéola, caxumba e varicela/catapora). A população com até 29 anos deve receber duas doses da vacina. E para as pessoas que estão no grupo com idade entre 30 e 49 anos basta ter o registro de uma dose.
 
Não tem indicação para tomar a vacina pessoas com a imunidade baixa, mulheres grávidas e menores de seis meses de idade e pacientes que tomam medicações imunossupressoras.
 
Mulheres que estão amamentando podem ser vacinadas. E aquelas que desejam engravidar, devem aguardar no mínimo 30 dias após receber a dose da vacina. Todos os profissionais da área da saúde devem ser vacinados com as duas doses da tríplice viral em qualquer faixa etária.
 
DOENÇA – O sarampo é uma doença infecciosa, transmitida por vírus e que pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações decorrentes do sarampo são mais graves em crianças menores de cinco anos e podem causar meningite, encefalite, pneumonia, entre outras. O vírus é transmitido pela respiração, fala, tosse e espirro. As micropartículas virais ficam suspensas no ar, por isso o alto poder de contágio da doença.
 
Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, coriza, conjuntivite, exantema (manchas avermelhadas na pele que aparecem primeiro no rosto e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo), outros sintomas como cefaleia, indisposição e diarreia também podem ocorrer. Como não existe tratamento específico para o sarampo, é importante ficar atento com o aparecimento dos sintomas. Os doentes ficam em isolamento domiciliar ou hospitalar por um período de sete dias a partir do aparecimento das manchas vermelhas no corpo.
 

Postado em Notícias

Imprimir Email

Copyright © 2019 Coren/PR. Todos os direitos reservados.
Customizado por DTI/ASCOM do Coren/PR.